Cuidados a ter com o frio

Já pensou que os amigos patudos também sentem frio e desconforto com as temperaturas baixas que se fazem sentir no Inverno?

Realmente nesta altura do ano, todos sentimos arrepios pelo frio, incomodo em apanhar chuva e todos sabemos como é bom estar em casa ao quente e seco.

E os nossos amigos fiéis que fazem parte da nossa familía, mas não nos dizem que têm frio? Pois bem, eles também estão confortáveis em locais secos, quentes, enroscados numa manta ou na primeira fila de frente para a lareira, de certeza que já viram isso acontecer lá em casa.

Para isso devemos ter atenção redobrada para evitar doenças ligadas ao frio, problemas articulares assim como acidentes provocados pela procura de um local mais quente.

Os animais mais jovens, mais idosos ou de pêlo curto são os que mais sofrem com as alterações  bruscas de temperatura, por isso deixamos algumas dicas de como os ajudar a suportar melhor o frio:

  • Evite dar banhos, em caso de extrema necessidade use para esse efeito água morna, num local aquecido e tenha atenção para secar bem com uma toalha ou mesmo a ajuda de um secador;
  • Providencie caminhas quentinhas e bantas onde eles se possam enroscar e dormir ao quente;
  • Se fizer passeios, prefira fazê-los, sempre que possível nas horas mais quentes do dia e evite choques de temperatura do interior para o exterior;
  • Se o seu animal deixar, pode vestir-lhe uma peça de roupa quente (providencia bastante calor principalmente em animais de pêlo curto, como chihuahuas e pinchers, que são tidos como animais muito friorentos);
  • Se faz a tosquia regular do seu animal, espere até uma altura que faça mais calor, o pêlo longo ajuda a manter a temperatura;
  • Cuidado com aquecedores, lareiras, as queimaduras são acidentes que acontecem com alguma regularidade;
  • Certifique-se que a vacinação está em dia, algumas vacinas têm valências contra doenças respiratórias;
  • Em animais idosos a visita ao seu médico veterinário pode ser recomendada, muitos sofrem de problemas articulares e podem ser tomadas medidas para reduzir as dores articulares e melhorar o seu bem estar;
  • Evite que o seu gato ande na rua, além dos problemas todos já referidos anteriormente os gatos procuram locais quentes e muitas vezes motores de carros podem ser fatais.

Por isso, se precisar de aconselhamento com algum dos pontos acima ou em outro que esteja com dúvidas, não hesite, a família TorresPet, está disponível para o ajudar a cuidar da sua família. 

Cláudia Neves
Enfermeira Veterinária na Torres Pet

 

Subscreva a nossa newsletter

Desenvolvido por Reativa | Todos os direitos reservados © Torres Pet 2020

Desenvolvido por Reativa | Todos os direitos reservados © Torres Pet 2020